Formigamento nas mãos

​Parestesia é o termo médico a que se refere o fenômeno biológico no qual o paciente apresenta a sensação de formigamento ou dormência nas mãos (sensibilidade da pele alterada aos estímulos de temperatura e dor). O paciente pode se queixar de uma sensação de dormência, fisgadas ou até mesmo coceira.
                 

formigamento-maos

Problemas estruturais ou biomecânicos pré-existentes podem aumentar a suscetibilidade de lesões durante um treinamento intenso. As anormalidades físicas que mais comumente podem levar a lesões no jogging são :


​O formigamento nas mãos pode ser causado por diversos fatores, dentre os quais podemos destacar:


- a compressão de um nervo na região da coluna cervical ou a compressão de um ou mais nervos diretamente no membro superior (braço, cotovelo, punho ou mão);


- má circulação sanguínea em determinada região;


- determinadas doenças como diabetes, hipotireoidismo, esclerose múltipla, alcoolismo, etc.


​Por isso temos sempre que analisar e afastar todas as condições clínicas que podem levar ao sintoma de formigamento nas mãos. Ele pode ser um sintoma causado apenas por má postura, por exemplo quando dormimos sobre o braço e com isso comprimimos os nervos e os vasos sanguíneos ou também pode ser um sintoma decorrente de outros problemas de saúde mais sérios.


As patologias mais frequentes que levam ao formigamento das mãos são :


1 - Síndrome do túnel do carpo (compressão do nervo mediano)


​A síndrome do túnel do carpo é uma doença que envolve a compressão do nervo mediano na mão e pode causar vários sintomas, incluindo dor e formigamento. Ocorre principalmente em mulheres na faixa etária dos 40 aos 60 anos, mas pode aparecer também em homens e em pessoas mais jovens. Mais comum em pacientes portadores de diabetes e hipotireoidismo, nos períodos de gravidez ou menopausa e em pacientes que trabalham com atividades repetitivas no seu dia a dia.


O túnel do carpo é um canal estreito localizado na região do punho e da mão por onde passam os tendões (responsáveis pelos movimentos dos dedos) e o nervo mediano (responsável pela sensibilidade e movimentos de quase toda a mão).


​Na síndrome do túnel do carpo por algum motivo ("inchaço" dos tendões por exemplo) ocorre a compressão do nervo dentro do túnel do carpo levando assim a todos os sintomas da doença. Essa doença se não tratada e acompanhada adequadamente ou se diagnosticada muito tarde pode levar a complicações severas e irreversíveis de movimentos e sensibilidade das mãos.


​O tratamento pode ser conservador ou cirúrgico dependendo do estágio em que a compressão se encontra (leve, moderada ou grave). No tratamento conservador para a síndrome do túnel do carpo pode ser feito o uso de medicamentos, sessões de fisioterapia ou injeções no túnel (infiltração) que podem ajudar a reduzir os sintomas.


A cirurgia quando indicada é bem simples e tem grande sucesso resolvendo todos os problemas ocasionados pela compressão. Ela consiste na secção do ligamento transverso do carpo que delimita o túnel. O paciente recebe alta poucas horas após o procedimento cirúrgico e em pouco tempo consegue retomar as suas atividades profissionais.



formigamento-maos-tunel-do-carpo

2 - Síndrome do túnel cubital (compressão do nervo ulnar)


​A compressão do nervo ulnar na região do cotovelo é conhecida como síndrome do túnel cubital. Em muitos casos de síndrome do túnel cubital, a causa exata não é conhecida. O nervo é particularmente vulnerável a compressão ao nível do cotovelo por onde ele passa através de um espaço muito estreito (túnel cubital).


formigamento-maos-tunel-do-carpo

​Os sintomas desenvolvem-se gradualmente e pode provocar fraqueza e dormência crescentes, particularmente no lado do dedo mínimo da mão. A dor pode não estar presente.


Com a progressão da doença situações simples do dia a dia (tais como abrir uma garrafa, segurar objetos ou coordenar os dedos ao digitar) podem se tornar difíceis.


​O tratamento irá depender da gravidade da compressão do nervo ulnar. No tratamento conservador podemos indicar a fisioterapia e medicamentos para ajudar a diminuir os sintomas. A cirurgia está indicada para aliviar a compressão sobre o nervo ulnar se os sintomas piorarem. É importante lembrar que muitas pessoas ainda têm sintomas após a operação de descompressão do nervo ulnar.


O tempo de recuperação dependerá da duração dos sintomas. Se o paciente faz o tratamento logo após o início dos sintomas (cerca de um ou dois meses), a recuperação pode ocorrer em poucos dias. Se o paciente espera muito tempo antes de procurar o médico e assim a cirurgia é tardia, até o procedimento para a liberação do nervo, os sintomas podem levar muitos meses ou podem até permanecer após a cirurgia devido o dano causado ao nervo ulnar pela demora, como a garra ulnar.


garra-ulnar

3 - Espondilose cervical (hérnia de disco)


A espondilose cervical é uma condição causada pelo desgaste das vértebras do pescoço que ocorre geralmente após os 40 anos de idade. A deterioração do osso e da cartilagem pode levar a formação de osteófitos (espículas ósseas) nas vértebras cervicais , um abaulamento do disco vertebral e ocasionalmente uma hérnia de disco que pode levar compressão das raízes nervosas da região cervical causando dor, rigidez e espasmos musculares no pescoço, no ombro, no braço ou no peito. As pessoas afetadas podem sentir fraqueza, dormência e formigamento nos braços e nas mãos.


4 - Síndrome do desfiladeiro torácico


O desfiladeiro torácico é a pequena área localizada entre a clavícula e a caixa torácica, por onde passam vasos sanguíneos e nervos em direção ao braço. A compressão dos nervos ou dos vasos pode causar dormência, fraqueza, dor e formigamento nos dedos médio, anelar, mínimo e na parte interna do antebraço. Sensações de "alfinetada" também podem ser sentidas no pescoço e nos ombros e, muitas vezes, são desencadeadas quando a pessoa carrega objetos pesados. A síndrome do desfiladeiro torácico pode resultar de uma condição na qual o indivíduo apresenta uma costela cervical extra ou tensão dos músculos do peito ou do pescoço. Normalmente, os indivíduos que sofrem dessa enfermidade têm um histórico de má postura ou de uso excessivo desse membro.


garra-ulnar

5 - Neuropatia periférica


A neuropatia periférica é uma doença que surge quando os nervos do Sistema Nervoso Periférico (SNP) são danificados. Os sintomas dependem de quais nervos foram comprometidos. A lesão do nervo sensorial provoca sensações de dor, dormência, formigamento e queimação, enquanto que danos no nervo motor interferem no controle muscular e causam cãibras e fraqueza.


​A neuropatia periférica pode ser causada pela doença dos nervos em si ou por outras enfermidades, como diabetes, alcoolismo e artrite reumatoide. Outras possíveis causas são a deficiência nutricional, o envenenamento por chumbo ou mercúrio ou a presença de tumores.


6 - Esclerose múltipla


​A dormência ou o formigamento nas mãos e nas pernas, é um dos primeiros sintomas que se apresentam naquelas pessoas que sofrem de esclerose múltipla. Esta doença pode incluir, além disso, aumento da sensação de ardor e sensibilidade. Este tipo de sensação é produzido pela insuficiência do fluxo sanguíneo nestas zonas afetadas e problemas no sistema nervoso.